Maktubes de Paulo Coelho: Julho 2011

sexta-feira, 1 de julho de 2011

A oferta

Um aldeão voltava para sua aldeia (depois de um dia árduo de trabalho), quando esbarrou com uma aldeã na estrada. Ao aproximar-se, viu que a mulher era dotada de rara beleza e de um corpo não menos digno de elogios. Excitado, o aldeão foi logo a inquirindo:

_Bela mulher, se lhe desse 300 patacas de ouro, fornicarias comigo?
_Não me ofendes, aldeão. Por 300 patacas de ouro podemos pensar no assunto...

Satisfeito, o aldeão redargüiu:

_E por 20 patacas de ouro, fornicarias comigo?
_Vinte patacas? Pensas que sou alguma prostituta?
_O que você é, nós já sabemos desde a primeira oferta. Agora basta acertarmos um preço razoável.

A mulher calou-se e entendeu que o aldeão era sagaz.